Logo após o nascimento, o bebê precisa fazer exames que ajudam a detectar doenças ou problemas genéticos, como fenilcetonúria, anemia, hipotireoidismo ou língua presa.

Os testes obrigatórios para o recém-nascido são o teste do pezinho, o teste do quadril, o teste da orelhinha, do olhinho, do coraçãozinho e da linguinha, que são oferecidos pelo SUS e que devem ser feitos logo nos primeiros dias de vida, de preferência já na maternidade.

Entenda para que serve cada exame:

Teste do Pezinho

É obrigatório e gratuito, devendo ser feito entre 48 horas depois do nascimento e até 1 semana de vida, pode ser realizado ainda na maternidade ou no posto de saúde.
Ele é feito a partir de uma pequena amostra de sangue retirada do pé do bebê, e é capaz de detectar 6 doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, hiperplasia adrenal congênita, fibrose cística e deficiência de biotinidase.
Já está em tramite um projeto de lei no Brasil para ampliar as doenças a serem detectadas no teste do pezinho, entenda mais aqui.

Teste da Orelhinha

Também chamado de Triagem Auditiva Neonatal, é obrigatório e também oferecido gratuitamente pelo SUS. O teste é feito, preferencialmente, entre 24h e 48h de vida do bebê e identifica possíveis problemas auditivos no recém-nascido. O teste deve ser feito nas maternidades. Se não for realizado na maternidade, a criança deverá ser encaminhada para a Unidade Básica de Saúde e, posteriormente, encaminhada à atenção especializada em saúde auditiva para a realização do diagnóstico, exames, concessão do aparelho auditivo, reabilitação e acompanhamento.

Desde 2010 é determinado por lei que nenhuma criança saia da maternidade sem ter feito o teste, que é gratuito. As crianças nascidas fora do ambiente hospitalar devem fazê-lo antes de completarem 3 meses de vida. O Teste da Orelhinha é realizado com o bebê dormindo, em sono natural, é indolor e não machuca, não precisa de picadas ou sangue do bebê, não tem contraindicações e dura em torno de 10 minutos.

Teste do Olhinho

Normalmente é oferecido gratuitamente pela maternidade ou postos de saúde para detectar problemas de visão.

É um teste simples, rápido e indolor, que consiste na identificação de um reflexo vermelho que aparece quando um feixe de luz ilumina o olho do bebê. O fenômeno é semelhante ao observado nas fotografias.

O Teste do Olhinho pode detectar qualquer alteração que cause obstrução no eixo visual, como catarata, glaucoma congênito e outros problemas. O diagnóstico precoce pode possibilitar o tratamento no tempo certo e garantir o desenvolvimento normal da visão. A recomendação é que o Teste do Olhinho seja feito pelo médico logo que o bebê nasce. Se isso não acontecer, o teste deve ser feito logo na primeira semana de vida do bebê, na consulta de acompanhamento médico. Depois disso, continua sendo importante nas consultas regulares de avaliação da criança, pelo menos duas a três vezes ao ano, nos três primeiros anos de vida. Se o pediatra encontrar algum problema, vai encaminhar a criança para avaliação do oftalmologista.

Seu bebê acorda várias vezes durante a madrugada? Te prometemos uma coisa, ele vai dormir a noite toda! clique aqui e confira.

Teste do Coraçãozinho

Também é obrigatório e gratuito, feito na maternidade entre as primeiras 48 horas de vida do bebê,  consiste em medir a oxigenação do sangue do recém-nascido com o auxílio de um oxímetro – espécie de pulseirinha, na mão e no pé do bebê. Caso algum problema seja detectado, o bebê é encaminhado para fazer um ecocardiograma. Se o resultado apresentar alterações, o bebê é encaminhado para um centro de referência em cardiopatia para tratamento.

Problemas no coração são a terceira maior causa de morte em recém-nascidos. Por isso, quanto mais cedo for diagnosticado, melhores são as chances do tratamento.

O Teste do Quadril

Também obrigatório mas oferecido pelo SUS apenas em alguns estados e cidades, é feito a partir da movimentação das pernas do recém-nascido pelo médico, para detectar uma possível Displasia do Desenvolvimento do Quadril, uma doença que pode causar problemas como dor, encurtamento do membro e a osteoartrose.

Teste da Linguinha

O teste da linguinha é um exame obrigatório feito por um fonoaudiólogo para diagnosticar problemas no freio da língua de recém-nascidos, como a anquiloglossia conhecida como língua presa. Esta condição pode prejudicar a amamentação ou comprometer o ato de engolir, mastigar e falar, por isso se detectada logo é possível já indicar o tratamento mais adequado.
Este teste é feito por fonoaudiólogos nos primeiros dias de vida do bebê e, geralmente, é realizado ainda na maternidade, no entanto, pode-se fazer nos postos de saúde que tenham esse profissional.

COMENTÁRIOS




Pais 24hs
Informação de qualidade para Pais de qualidade.