As vezes precisamos de uma mão amiga para sairmos do fundo do posso e foi isso que um cabeleireiro de SP proporcionou a um sem teto nesta semana.

Com uma simples, mas radical mudança no visual o cabeleireiro deu um novo rumo para à vida deste rapaz que não tinha mais perspectivas, confira:

semaforo - Após surpreendente transformação em salão de beleza, sem-teto do interior de São Paulo decide mudar de vida

O Encontro no Semáforo

Em entrevista concedida ao ‘G1’, Leandro revelou que viu Bruno pedindo ajuda em um semáforo da cidade e tocado com aquela situação decidiu ajudá-lo.

“Estava passando próximo de um banco da cidade e vi um moço no semáforo. Logo eu pensei em como poderia ajudá-lo. Chamei o homem e dei meu cartão do salão, disse para ele me procurar que eu mudaria o visual dele”, relata.

O cabeleireiro disse que o homem não o procurou naquela semana. Alguns dias se passaram e lá estava Bruno novamente no semáforo. Foi então que Leandro decidiu ir até o local onde ele ficava, em uma casa abandonada e o trouxe para o salão para dar um trato do visual.

captura de tela 1217 - Após surpreendente transformação em salão de beleza, sem-teto do interior de São Paulo decide mudar de vida

A Transformação

“Na quinta-feira (24) de manhã, eu fui lá e o trouxe até o salão. Dei uma toalha e um sabonete para ele e falei ‘vai lá e toma o banho da sua vida'”.

“Depois, ele colocou um roupão meu e almoçou. Depois, fiz luzes no cabelo dele, cortei, fiz uma esfoliação no rosto dele, e também fizemos a sobrancelha.”

“Na hora, ele ficou em choque, não acreditava que era ele”, contou o cabeleireiro ao G1.

Design sem nome 1 - Após surpreendente transformação em salão de beleza, sem-teto do interior de São Paulo decide mudar de vida

História de superação

Em entrevista ao G1, Bruno comentou sobre sua situação:

“Tenho 33 anos e já fui para clínicas de reabilitação duas vezes em Araçatuba (SP). Lá eu comecei a trabalhar como técnico de iluminação, algo que eu tinha aprendido com meu irmão. Nesse tempo, eu fiquei com uma pessoa, estava bem, trabalhando, e, em 2019, fui fazer um trabalho na Ilha Comprida (SP). Foi quando descobri uma traição. Fiquei mal e decidi que iria embora para o interior. Não conhecia ninguém”.

Ele chegou em Sorocaba em fevereiro de 2020, um mês antes do início da pandemia no Brasil. Como não conhecia ninguém na cidade, acabou ficando nas ruas.

“Nessa época, eu estava descrente da vida, não queria saber de nada. Quando o Leandro me encontrou, era o que eu estava precisando. A gente cansa da humilhação. Aquele não era o meu verdadeiro eu, então aceitei a mudança”, contou Bruno ao G1.

Design sem nome 2 1 - Após surpreendente transformação em salão de beleza, sem-teto do interior de São Paulo decide mudar de vida

As Mudanças

Perguntado sobre a reação ao se olhar no espelho pela primeira vez após a mudança do visual, Bruno esbanjou alegria. “Me senti outra pessoa, foi muita alegria. Me fez lembrar do passado. O que eu tenho mais saudade é do meu trabalho, é o que eu faço desde os meus dez anos”.

O rapaz afirma que está aproveitando a oportunidade para mudar de vida: “não quero ser mais aquele homem, quero mudar”, afirma.

A repercussão foi tanta que a irmã de Bruno entrou em contato com Leandro através da postagem e está conversando com a família para tentar levá-lo até a Itália.

Fonte : G1


Top 10 histórias mais lidas do site:

*“Espero que me escolham”, após fala comovente menino recebe + de 10 mil pedidos de adoção
*Pai descobre que sua filha fazia bullying e decide fazer compras com a vitima usando o dinheiro destinado à filha
*Pai desmaia em parto, mãe cai na gargalhada pede para tirar foto e cena viraliza na internet
*Com 51 anos de casamento Tony Ramos afirma “Ela é tudo” e dá dicas para a vida à dois
*Pai muda a senha do Wi-Fi todos os dias e só libera para a filha depois dela cumprir suas tarefas
*Carol Nakamura adota menino de 9 anos que morava no lixão: “Saiu do lixão para nos fazer feliz”
*Estavam trocando seu artesanato por fraldas, receberam tanta ajuda que precisou um caminhão
*A mãe sabia que seu bebê iria morrer, mas recusou o aborto para que pudesse doar seus órgãos
*Pai humilde consegue encontrar trabalho enchendo a cidade de currículos escritos à mão
*Henrique Fogaça vibra com filha, que conseguiu ficar de pé e se trata com canabidiol

RECOMENDAMOS






Informação de qualidade para Pais de qualidade.