Voltar ao trabalho após o nascimento de um filho não é fácil. Em alguns países, como nos Estados Unidos, isso fica ainda mais difícil, já que não existe uma lei de garante um tempo mínimo de licença maternidade. No Brasil, a licença maternidade é de 120 dias.

Muitas mulheres podem se identificar com a foto que está ganhando bastante atenção online sobre o que significa ser uma mãe que trabalha na era moderna.

Melody Blackwell teve a filha Nora-Jo cinco meses atrás. Após uma licença-maternidade de três meses, seu chefe e proprietária da Maryland Farms Chiropractic em Brentwood, Dra. Elizabeth Baker, permitiu que ela trouxesse seu recém-nascido para trabalhar com ela todas as segundas-feiras. Pelo resto da semana, Melody trabalha em casa.

A imagem se tornou viral no Facebook e Melody diz que acha que é porque fala sobre a realidade de ser uma mãe que trabalha.

“Acho que muitas pessoas estão no mesmo barco”, disse Melody Blackwell, assistente de quiropraxia. “Elas estão tentando fazer funcionar e há muito mais mães que trabalham agora.”

De acordo com a publicação, a mãe teve a permissão de trabalhar em casa por quatro dias na semana e no quinto dia trabalhar presencialmente, com a possibilidade de levar a filha com ela.

“Ela ainda está amamentando e o bebê precisa da mãe! Melody tem muitas oportunidades de fazer pausas para amamentar enquanto está no escritório”, diz a publicação.

A ideia da foto é inspirar outras empresas a permitirem o mesmo. “Precisamos mais que pequenas e grandes empresas vejam que isso é possível e que deve ser permitido com mais frequência!”, escreve Elizabeth a chefe.

Em entrevista ao site “Yahoo Lifestyle” , Melody conta que ficou animada ao descobrir que poderia levar a filha ao escritório. “Não sabia que seria possível. Se não fosse assim, teria que deixa-la em uma creche, o que é muito difícil quando ela é tão pequena e têm apenas três meses de idade”, falou a mãe.

Apesar de Melody ter entendido a postura da empresa que trabalha como algo positivo, a imagem causou polêmica . Algumas pessoas até consideraram a decisão da chefe como empática. No entanto, outras afirmaram ser um “absurdo” o fato da mãe ter que trabalhar enquanto cuida da filha de três meses.

“Isso é tão errado. Deveriam existir leis melhores para a licença maternidade que não permitam que as mães levem seus filhos para o trabalho . Ninguém pode trabalhar de maneira produtiva enquanto cuida de um recém-nascido. E ninguém pode cuidar de um recém-nascido enquanto trabalha. Bebês e suas mães merecem uma vida de trabalho e a chance de se conectarem, sem ter que se preocupar com as dificuldades financeiras”, escreveu uma internauta.

Fonte: IGdelas

RECOMENDAMOS






Informação de qualidade para Pais de qualidade.