Por Mamãe Rosângela

Na rotina noturna faço minhas filhas dormirem cantando: “Se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava, eu mandava ladrilhar…”. Seria uma noite como todas as outras. Bebê no peito, Sofia (4 anos) ao lado, e eu cantando. Porém, de repente, Sofia pergunta:
– Mãe, como você aprendeu essa música?
Pensei um pouco:
– A vovó cantava para mim quando eu era pequena.
– E quando ela cantava ela era nova?
– Sim!
– Então você vai envelhecer?
– Vou!
Sofia começa a chorar.
– Mãe, não quero que você envelheça. Por que a gente envelhece?
– A gente vai crescendo, crescendo, e…
Ela não me deixa completar a frase. Com voz autoritária diz:
– Mãe, para de comer agora!
Mais calma, completa:
– Não quero que você envelheça. Mãe, promete que você não vai envelhecer?
Pensei! Como prometer isso? Temos duas opções, envelhecer ou… A segunda opção é com certeza é pior, mas não dá para explicar isso para uma garotinha de 4 anos.
– Filha, mamãe promete se cuidar. Comer melhor, fazer exercícios físicos, passar creme para demorar envelhecer.
Silêncio! Pensei que o assunto tinha chegado ao fim, mas Sofia ainda chorosa diz:
– Mãe, se você envelhecer promete que você desvelhece? Vai para academia, salão, faz muitas coisas mas, desvelhece?
Respondi com dor no coração:
– Sim, filha! Prometo!

COMENTÁRIOS




Pais 24hs
Informação de qualidade para Pais de qualidade.