A Fralda descartável veio para tornar a vida de pais e mães mais prática, desde sua invenção em 1951 ela foi se modificando , se aperfeiçoando e vendendo cada dia mais e mais por todo o mundo, apenas uma coisa não mudou, o destino final da fralda continua sendo o lixo comum até hoje.

Atualmente as fraldas descartáveis já representam 2% de todo lixo mundial. E para piorar seu tempo de decomposição é muito alto, algo em torno de 400 a 600 anos.

No Japão, a empresa Total Care System Co. está mostrando que sim, é possível reciclar as fraldas descartáveis e dar um novo uso para todos os materiais encontrados nela, inclusive os orgânicos.

Takeshi Cho, presidente da Total Care System Co., informou ao site japonês Asahi que “Existe uma visão estereotipada de que as fraldas contêm excrementos e, portanto, estão sujas, tornando difícil a reciclagem. Mas até as fraldas fabricadas por diferentes fabricantes usam os mesmos ingredientes e geralmente são todos separados , tratados e destinados a um novo fim.”

Na empresa, as fraldas descartáveis ​​usada são trituradas e derretidas em água, para que a polpa – um ingrediente para o papel – e o polímero absorvedor de água possam ser separados.

A polpa é limpa com água e uma substância antimicrobiana, seca e transformada em folhas de celulose. O polímero dilatado encharcado com urina e fezes é submetido a produtos químicos para remover a água por pressão osmótica .

As fibras da polpa para fraldas são longas e grossas, permitindo que o ingrediente recuperado seja reutilizado como material de construção para paredes externas e internas dos edifícios. O polímero, o filme na superfície da fralda e outras partes são processados ​​para uso como combustível sólido.

Os excrementos sólidos nas fraldas são tratados com microorganismos para serem reutilizados como adubo.

Desta forma, todos os componentes presentes na fralda são separados, recuperados e reutilizados de forma apropriada.

A empresa conta com 60 coletores espalhados pela cidade para receberem as fraldas usadas e descartadas pela população, além de convênio com vários centros médicos, centros de cuidados de enfermagem e outros locais de uso continuo de fraldas descartáveis, como berçários e lar de idosos, gerando assim 16 toneladas de material para reciclagem todos os dias.

As vendas diárias do setor de reciclagem de fraldas gera cerca de US$ 9.300. O Total Care System ainda recebe comissões de agências que enviam fraldas sujas e vendem celulose processada, ajudando a tornar o negócio rentável.

O modelo de negócios está atraindo tanta atenção, que varias empresas privadas, governos locais e outras organizações estão visitando a fábrica para conhecerem o sistema.

Fonte : Asahi

 

COMENTÁRIOS




Pais 24hs
Informação de qualidade para Pais de qualidade.