Hair Love, que venceu o Oscar de melhor curta-metragem animada este ano, conta a história de Zuri, uma menina negra que tenta fazer um penteado em seu cabelo crespo, e os esforços de seu pai, Stephen, para ajudá-la.

Lançado em dezembro de 2019, o filme foi dirigido por Matthew A. Cherry. Em seu discurso durante a cerimônia de premiação, o cineasta afirmou que a obra “nasceu de querer ver mais representação na animação, mas também de querer normalizar o cabelo das pessoas negras“.

Em apenas 7 minutos, o filme traz oportunidades de debater com crianças e adolescentes questões como racismo e bullying, autoestima, padrões de beleza e as afetividades em torno disso.

No curta, o pai também é uma figura importante — ele aparece com um cesto de roupa, cuidando da casa, e também da filha. Em entrevista ao The New York Times, o diretor afirmou que também tinha por objetivo combater imagens negativas relacionadas erroneamente a homens negros. “Os pais negros recebem uma das piores reputações em termos de estereótipos”, disse o diretor.

Trata-se, ainda, de uma oportunidade para mostrar aos meninos novas referências de uma masculinidade mais saudável e uma paternidade afetiva e presente, figuras pouco retratadas por produções audiovisuais.

Assista ao curta na íntegra:

Fonte :Ei

COMENTÁRIOS




Pais 24hs
Informação de qualidade para Pais de qualidade.