Era seu aniversário de 10 anos e o único presente que o Guilherme pediu era rever a babá que cuidou dele nos seus primeiros anos de vida.

Uma de suas referências primárias de amor e afeto e com quem aprendeu a ser amado e a amar. Sua babá sempre foi carinhosa e amorosa com ele e esse sentimento solidificou a relação entre os dois.

A mãe do Guilherme disse que era impossível atender o pedido do filho, pois a babá estava morando na Bahia. Mas a ‘pegadinha’ era só pra dar um tempero a mais na emoção que tanto o filho quanto sua babá iriam sentir no reencontro.

“Moro na roça, bem no interior da Bahia. Por enquanto, não pretendo voltar para São Paulo, pois meus pais já têm idade, precisam de mim. Fico muito dividida e com o coração partido. Queria ver o Guigo crescer, virar adolescente, um homem… mas vai ter que ser de vez em quando! Meu marido também está na Bahia e não quer vir pra São Paulo. Então, tenho que voltar pra lá”, lamentou a babá, em entrevista à Crescer.

Em entrevista à CRESCER, Gláucia Souza, de São, Paulo, que é mãe do Guilherme, e também de Alan, 11 anos, e Liz, 4, contou que Re, como carinhosamente a chama, começou a trabalhar como babá para a família em 2010.

“Na época, Alan era bebê. Eu tinha que voltar a trabalhar e precisava de alguém para me ajudar. Logo, eu descobri que estava grávida do Guilherme. Não foi uma gestação planejada. Re acompanhou toda a gravidez, ia nas consultas comigo, foi muito parceira!

dsfsdf12 - Menino pede para rever babá como presente de aniversário e reencontro emociona a web
Gláucia e Re com as crianças (Foto: Arquivo pessoal)

Guilherme nasceu e, mesmo sem ter tido filhos, ela tinha uma experiência muito grande. Ela fez um curso de babá e me deu o maior suporte com os dois. Depois de três anos, eu voltei a trabalhar e ela assumiu os cuidados com eles. Ela e o Guilherme sempre tiveram uma ligação muito forte”, conta.

“Na escola, uma vez, perto do Dia das Mães, os dois me chamaram e perguntaram se tudo bem eles chamarem a Re de ‘mãe’ e se, em vez de darem dois presentes pra mim, eles poderiam dar um para ela e um para mim. Então, depois disso, tudo o que eu ganhava, ela ganhava também. E assim foi”, completou.

E como faz para não se emocionar junto? Impossível! O vídeo foi compartilhado pela página do Facebook Alô Babá e emocionou os internautas. Gui corre pro colo da babá e coloca pra fora a saudade que estava sentindo com um abraço bem apertado na pessoa de quem nunca irá se esquecer.

Sem titulo 10 - Menino pede para rever babá como presente de aniversário e reencontro emociona a web
Reinivalda com Alan e Guilherme (Foto: Arquivo pessoal)

Re deve voltar para a Bahia em março. Até lá, ainda vai curtir e matar a saudade da família paulista. “Guilherme disse que ir comigo pra Banhia (risos). Acompanhei ele desde que nasceu até completar 7 anos. Mostrei um amor por ele desde o primeiro momento. Dei o primeiro banho, foi tudo tão emocionante…

“Não consigo nem falar direito, pois foi muito lindo todos esses anos que vivemos juntos! É um amor que permanece, né? Ele tem um amor imenso por mim e eu tenho um amor enorme por ele. Eu estou longe, mas a gente não para de falar, ele me conta tudo… e é assim! Hoje, eles são minha familia também”, finalizou.

Confira esse encontro emocionante e venha chorar com a gente :


Top 10 histórias mais lidas do site:

*“Espero que me escolham”, após fala comovente menino recebe + de 10 mil pedidos de adoção
*Pai descobre que sua filha fazia bullying e decide fazer compras com a vitima usando o dinheiro destinado à filha
*Pai desmaia em parto, mãe cai na gargalhada pede para tirar foto e cena viraliza na internet
*Com 51 anos de casamento Tony Ramos afirma “Ela é tudo” e dá dicas para a vida à dois
*Pai muda a senha do Wi-Fi todos os dias e só libera para a filha depois dela cumprir suas tarefas
*Carol Nakamura adota menino de 9 anos que morava no lixão: “Saiu do lixão para nos fazer feliz”
*Estavam trocando seu artesanato por fraldas, receberam tanta ajuda que precisou um caminhão
*A mãe sabia que seu bebê iria morrer, mas recusou o aborto para que pudesse doar seus órgãos
*Pai humilde consegue encontrar trabalho enchendo a cidade de currículos escritos à mão
*Henrique Fogaça vibra com filha, que conseguiu ficar de pé e se trata com canabidiol

 

RECOMENDAMOS






Informação de qualidade para Pais de qualidade.