Nascida em Coatzacoalcos, Veracruz, México, María Bárbara Wetzel Aguilar levantou mais uma vez o nome de seu país ao levar o ouro na Copa Mundial de Ginástica  para pessoas com síndrome de Down, realizada na Alemanha.

Com execução impecável e a simpatia que a caracteriza, a veracruziana de 14 anos derrotou as britânicas Evie Rodwell e Lilly Hardy e sagrou-se campeã na final da modalidade “All Around”.

Mas não é a primeira vez que ‘Bibi’ consegue inspirar milhões de mexicanos com seu triunfo, também em 2015 alcançou o topo do pódio na categoria Junior do campeonato mundial da Organização Internacional de Atletas de Ginástica com Síndrome de Down .

Em 2016 María Bárbara também se tornou a grande vencedora dos Jogos Mundiais da Trissomia , realizados em Florença, Itália, levando três medalhas de ouro e duas de prata.

Ao nascer, disseram-lhe que não conseguia andar

Porém, muitos não sabem tudo o que esse triunfo realmente representa para a família dessa jovem guerreira, pois quando ela nasceu os médicos previram que seria muito difícil para ‘Bibi’ se levantar.

Ela foi diagnosticada ao nascer com hipotonia, um distúrbio muito comum em crianças com síndrome de Down que enfraquece o tônus ​​muscular.

“Eles me disseram que minha filha nunca aprenderia a pular com um pé só, e agora ela faz o que a maioria não consegue”, disse sua mãe, Monica Aguilar, em entrevista à Verne.

Contra todas as probabilidades e mesmo sem apoio financeiro do governo, ‘Bibi’ é agora uma atleta de classe mundial que não hesitou por um segundo em lutar contra as barreiras e estigmas que enfrentou ao longo de sua carreira, com a mesma graça e tenacidade com que atua na quadra.

Sem dúvida, sua história é um exemplo de perseverança e resiliência com a qual todos devemos aprender.

Fonte traduzida e adaptada : Nation


Top 5 histórias mais lidas do site:
*Pai descobre que sua filha fazia bullying e decide fazer compras com a vitima usando o dinheiro destinado à filha.
*“Meu marido não viu nossa filha nascer, porque levou minha sogra para sala de parto”, diz mãe
*Henrique Fogaça vibra com filha, que conseguiu ficar de pé e se trata com canabidiol
*Com a mãe doente os irmãos colocaram ela no asilo, ele pediu demissão e resolveu cuidar dela sozinho.
*Com 51 anos de casamento Tony Ramos afirma “Ela é tudo” e dá dicas para a vida à dois.

COMENTÁRIOS




Pais 24hs
Informação de qualidade para Pais de qualidade.