Para captar o sinal de internet, tenda foi montada próxima à lavoura onde a família trabalha, em Estrela Velha, na Região Central. Menino de 11 anos acompanha as aulas em um telefone usado com plano de dados de R$ 40.

Além de ter a pandemia como um obstáculo para para acompanhar as aulas, Alan Somavilla, de 11 anos, precisou enfrentar outro problema, em Estrela Velha, na Região Central do RS.

A ausência de internet obrigou que seu pai, Odilésio, construísse uma barraca com madeira e lona em meio a uma lavoura para que ele conseguisse sinal e assistisse às aulas virtuais, contou o pai ao site G1.

“Nós compramos um telefone pra ter acesso à internet, mas como o sinal lá em casa não pegava bem, eu tive a ideia de fazer a barraca aqui perto da lavoura, onde o sinal é melhor. Construí com pedaços de madeira e coloquei uma lona por fora para quando, se é frio ou chuva, o Alan possa vir estudar. A gente, como pai, ajuda como pode”, contou o pai.

Mamãe ou papai de primeira viagem ? Está com dúvidas ? Calma, nossa equipe de 11 médicos especialistas vai te ajudar. Clique e confira o que temos a lhe oferecer.

“É um lugar com muitos morros, onde o sinal da internet é ruim, e, em muitos desses lugares, inexistente. Tem alunos que precisam pedir sinal emprestado a vizinhos, subir em morros, subir em árvores”, relata Odilésio.

“Eu venho aqui acompanhar as explicações das professoras, as aulas, porque antes eu não tinha nem o telefone”, conta o filho Alan.

Design sem nome 82 - Pai constrói barraca de madeira e lona para filho acompanhar aulas virtuais no RS

Como o sinal não funcionou onde moram, o menino saiu pelo terreno até encontrar um lugar onde tivesse sinal. Neste local, próximo ao rio Jacuí, onde o frio do inverno sopra mais gelado, foi que Odilésio ergueu uma sala de aula improvisada para que o filho ficasse protegido enquanto acompanha as videoconferências, como informaram ao G1.

“É muito emocionante e gratificante para nós educadores a atitude desse pai, em construir para o seu filho um meio para que ele possa dar continuidade ao estudo, pois são atitudes como esta que nos dão força, que nos dão energia para seguirmos em frente”, conclui Giovana  a professora de Alan.

“Os pais sempre deram muito valor ao estudo e quiseram oferecer ao filho o melhor dentro de suas condições. Um ato de superação, de se reinventar em meio a tantas dificuldades. Um ato de valentia”, resume a diretora do colégio.

Fonte : G1


Top 5 histórias mais lidas do site:
seta imagem animada 0365 - Pai constrói barraca de madeira e lona para filho acompanhar aulas virtuais no RS*Pai descobre que sua filha fazia bullying e decide fazer compras com a vitima usando o dinheiro destinado à filha.
seta imagem animada 0365 - Pai constrói barraca de madeira e lona para filho acompanhar aulas virtuais no RSCom 51 anos de casamento Tony Ramos afirma “Ela é tudo” e dá dicas para a vida à dois.
seta imagem animada 0365 - Pai constrói barraca de madeira e lona para filho acompanhar aulas virtuais no RSHenrique Fogaça vibra com filha, que conseguiu ficar de pé e se trata com canabidiol
seta imagem animada 0365 - Pai constrói barraca de madeira e lona para filho acompanhar aulas virtuais no RS*Ex-seringueira viúva forma 11 filhos na faculdade: que orgulho!
seta imagem animada 0365 - Pai constrói barraca de madeira e lona para filho acompanhar aulas virtuais no RSDeputado, médico , mas antes de tudo “PAI” . Deputado trabalha com filha no colo no Maranhão

COMENTÁRIOS




Pais 24hs
Informação de qualidade para Pais de qualidade.